Para além dos tradicionais Cs

0
1 semana atrás

Para além dos tradicionais Cs, a saber: Carro, Cano, Criança, Cachorro, Calote, Cannabis e Covid; agora os síndicos precisam administrar também a falta de Civilidade dos moradores.

E que pesadelo! Parece que a boa e velha educação está sendo aposentada e deixada de lado nos residenciais.

Temos percebido um aumento grande de casos de violência contra os síndicos e funcionários dos condomínios, e o pior é que em algumas situações o próprio síndico também está errado.

Infelizmente digo sempre que os condomínios foram feitos para não dar certo. Como juntar no mesmo espaço diferentes culturas, desejos, valores, projetos de vida e estruturas familiares?

Como encontrar a harmonia entre os vizinhos que transitam no mesmo tempo e lugar no espaço, mas que fazem atividades completamente diferentes? Colados parede com parede ou teto com chão (nos casos do andar superior ou inferior), convivem quem faz home office, com quem aprende a tocar um instrumento, com quem usa o liquidificar para fazer sucos e papinhas para nenéns que choram a qualquer hora do dia ou da noite, com quem chega da balada de salto alto às 4h da manhã, com quem usa o chuveiro ouvindo música às 5h30, com quem gosta de jogar basquete e, para coroar, todos envoltos por uma película de drywall que as construtoras apelidaram de “parede”.

Se alguém souber a fórmula, por favor me avise.

Todos reclamam de todos e tudo sobra para o síndico, que é o gestor dessa “bagaça”, mas que não tem “paciência de Jó” nem “os feitiços do Harry Potter” descritos no Código Civil como suas obrigações. Desculpem o linguajar mas é para trazer um pouco de humor neste tão árido assunto.

Mas aí entra mais um C – o de Conhecimento, ou melhor, autoconhecimento. O mesmo apontado por Daniel Goleman quando ele explica sobre os 5 pilares da Inteligência Emocional.

Autoconhecimento, autocontrole emocional, automotivação, empatia e relacionamento são as bases da inteligência emocional e aplicadas diariamente possibilitam a construção de relações saudáveis e tomadas de decisões conscientes.

No meu ponto de vista, isso garante que você, querido síndico, não venha a ter uma síncope nervosa por causa de moradores mal educados.

Se você está vivendo no olho do furacão e não consegue visualizar a saída, busque uma mentoria que te ajude a se auto conhecer, não espere ficar doente. Sua paz e suas noites mal dormidas não estão discriminadas na previsão orçamentária…pense nisso!

Deixe um comentário

1.
avatar
Laert Henriques
4827 points
Modo escuro